Charlie Brown e Snoopy: Peanuts

Em 22.02.2016   Arquivado em Cinema, Destaque, Resenha
(Imagens de divulgação do filme “Peanuts”)

(Imagem de divulgação do filme “Peanuts”)

Você é fã de animação? Então com certeza vai adorar esse filme. O longa é muito gostoso de assistir!

Sinopse: O longa é dirigido por Steve Martino e mostra a história do Charlie Brown que encontra na garotinha dos cabelos ruivos o seu primeiro amor. Em paralelo a história de Charlie Brown temos a história de Snoopy que também vive uma aventura enquanto busca salvar sua adorável amada das mãos do seu arqui-inimigo, o Barão Vermelho.

Provavelmente muita gente já conhecia os desenhos do Charlie Brown ou até mesmo já teve uma fita cassete em casa do filme (meu caso hehe). Mas a origem de Peanuts foi em 1950, com a publicação num jornal americano em formato de tira pelo autor Charles M. Schulz. Foi apenas em 1965 houve a estreia de Peanuts em formato de desenho animado.

A diferença dos desenhos daquela época para o atual longa metragem é o 3D! Os personagens são todos desenhados com a técnica 3D, apesar de termos cenários, onomatopeias e traços em 2D que relembram a época das antigas tirinhas. No shopping que eu fui só havia sessão em 3D. Este foi o único ponto negativo na minha opinião. Mas isso porque eu prefiro filme sem o óculos 3D. Mas nesse caso o 3D não acrescentou muito efeito ao filme.

Quando falo sessão 3D me refiro ao 3D que dá a “sensação das imagens saírem da tela” quando colocamos os famosos óculos 3D parecidos com o da foto abaixo:

pondfive oculos

Imagem: Pondfive

Quando digo técnica 3D me refiro ao desenho em si feito no computador, em 3D:

 

 Exemplo de técnica 2D e 3D (Imagens de divulgação)

Exemplo de técnica 2D e 3D (Imagens de divulgação)

 

É um filme que pode ser assistido por crianças, adolescentes, adultos, idosos, anciões (haha), enfim qualquer idade. É um filme gostoso, fofo, engraçado e que possui ensinamentos e reflexões sobre : Inseguranças, Conquistas, Perseverança e Sonhos. Indico muito para os amantes de animação. Não deixe de conferir o trailer abaixo:

 

Já assistiu?

Cinderella (2015)

Em 14.02.2016   Arquivado em Cinema, Destaque, Resenha
cinderella

Foto de divulgação

Bibbidi-bobbidi-boo ♫ ♫

Cinderella Cinderella!

Sim, sim, outra princesa haha Para quem não viu, em janeiro fiz a resenha do filme “A Bela e a Fera – 2014” !

Quem não gosta da Cinderella? (Ou a gata borralheira?)  Que filme gostoso de assistir <3 Um filme que faz parte da nossa infância de volta as telas de cinema, só que dessa vez como filme e não como animação! O longa foi indicado ao Oscar e está concorrendo na categoria “Melhor Figurino”!!!

É um filme fantástico MUITO fiel a história da animação da Disney de 1950. Acredito que esta fidedignidade se dá por o filme também ser da Disney. O legal do filme é que temos maiores detalhes a respeito da infância de Cinderella e do relacionamento com o pai e com a mãe. E também há cenas a mais que envolvem o príncipe!

O que também gostei nesse filme é que não escolheram “atrizes feias” para interpretar a madrasta e as irmãs malvadas de Cinderella. Na verdade as atrizes são bonitas!

Principalmente a madrasta. A atriz Cate Blanchett no papel da madrasta conseguiu ser sombria, caricata, tenebrosa, bonita e elegante ao mesmo tempo. Ótima atriz. Ela já fez vários filmes, como O Senhor dos Anéis, O Curioso caso de Benjamin Button, Elizabeth, e Carol de 2015 que também está concorrendo ao Oscar. Impossível não conhecê-la.

cinderella 01

Foto de divulgação (Cinderella e a Madrasta)

Na verdade este filme está cheio de atores lindos e talentosos!!!

O ator que faz o príncipe é o Richard Madden. Muitos podem reconhecê-lo da série Game of Thrones como Robb Stark (maravilhosa série, por favor chegue logo abril!). Admito que eu demorei para reconhecê-lo. Ele está sem barba (prefiro com barba) mas fica bem de qualquer jeito.

Eu não conhecia a atriz Lily James que interpreta a Cinderella, mas gostei dela! Eu ainda não assisti a série Downtown Abbey mas ela participou em algumas temporadas. Parece que ela ainda tem mais alguns projetos esse ano. Acho que vamos ouvir falar mais dela!

E a brilhante atriz Helena Bonham Carter interpreta a fada madrinha da Cinderella (Ainda não superei ela ter se separado do Tim Burton). Como sempre ela arrasou no papel.Conseguiu mostrar com destreza as habilidades da atrapalhada e adorável fada madrinha! A única coisa que faltou foi ela cantar a música “Bibbidi-bobbidi-boo”.

Além de ser a fada madrinha ela é também a narradora do filme!

Li críticas em que as pessoas falavam que a Cinderella foi muito submissa se comparada aos filmes de Malévoa, Frozen e etc. Mas eu acredito que a Disney fez muito bem o papel de se manter fiel a história original e ainda assim ela conseguir alterar alguns detalhes sutis que fazem bastante diferença.

Comentário com SPOILER, clique apenas se já tiver visto o filme!!

Um desses detalhes está na Cinderella ter um encontro com o príncipe antes do baile. Ou seja, há um tempo maior de aproximação dos dois que ajuda a gerar uma paixão.

Apesar de termos uma Cinderela que se submete a sua madrasta e irmãs e que leva o “Seja gentil e corajosa” ao pé da letra, temos uma figura que é sim gentil, muuito humilde mas ela é uma pessoa muito forte. Ela procura ver o lado bom das coisas. E ela CONVENCE o príncipe a mudar de ideia sobre a obrigatoriedade da lei de casamento. Ela mostra para ele que nem que tudo que está como regra é o certo, ou é o que se deve fazer. Olha o poder dela. Eu consigo enxergar.

cinderella 02

Foto de divulgação

E assim. O filme foi escrito em outra época. Acho muito legal e fico MUITO feliz quando vejo filmes que mostram o poder da mulher . Mas não acho que seja necessário mudar os clássicos. Os clássicos fazem parte da história, a história faz parte da gente, e nós somos a própria história. Se não tivessem esses filmes ou essas histórias como saberíamos o que deveríamos mudar? Ou o que fazer de diferente? Ou comparar o agora com o passado? Cinderela 2015 é uma releitura, uma adaptação, uma espécie de Live action da animação, e foi muito bem produzida.

Aconselho assistirem este longa e tirarem suas conclusões! Não se esqueça de comentar o que achou para podermos conversar e discutir sobre!!!

Segue o trailer abaixo:

Quem aqui já assistiu ou pretende assistir?

A Bela e a Fera (2014)

Em 24.01.2016   Arquivado em Cinema, Resenha

Poster de divulgação

 A Bela e a Fera (ou La Belle et La  Bete)  é um filme francês, dirigido por Christophe Gans, lançado em 2014.
É um francês que não deixa a desejar NADA para os filmes hollywoodianos.
A atriz é a incrível Léa Seydoux. Um dos seus filmes mais recentes é “Azul é a cor mais quente”. Mas ela já fez vários filmes como: Missão Impossível, Bastardos Inglórios, O Grande Hotel Budapeste e A Bela Junie. Ela é uma ótima atriz e muito Bela (óh o trocadilho rs).
a bela e fera 2014

Nossa linda Bela interpretada pela Léa Seydoux (Foto de divulgação)

Para quem, como eu, está acostumado com a história da Bela e a Fera da Disney, vai perceber algumas diferenças. Mas nada que abale nosso amor por esse clássico incrível. Na verdade a história desse filme se manteve fiel a história original (que vem bem antes da Disney).
Sinopse: No ano de 1810 um naufrágio leva à falência um comerciante (André Dussollier), pai de três filhos e três filhas. A família se muda para o campo e Bela (Léa Seydoux), a filha mais jovem, parece ser a única entusiasmada com a vida rural. Certo dia o pai de Bela arranca uma rosa do jardim de um palácio encantado e acaba condenado à morte pelo dono do castelo, um monstro (Vincent Cassel). Para salvar a vida do pai, Bela vai viver com o estranho ser. Lá ela encontra uma vida cheia de luxo, magia e tristeza, e aos poucos descobre mais sobre o passado da Fera, que se sente cada vez mais atraída pela jovem moça.
Eu não sabia a história detalhada mas lembro que quando lia as histórias da Bela quando eu era pequena, lembrava de ela ter irmãs e no filme da Disney ela não tem.

Para quem gosta de comparar com a Disney:

A história do filme se mantém fiel em sua essência. Mudam algumas coisas, mas continuamos tendo a magia que transforma o príncipe em fera. Os motivos no filme são diferentes do que o da animação, mas a essência é a mesma.

  • Não temos o Gaston, mas também temos a essência dele em outro personagem.
  • Quem espera encontrar uma biblioteca (adoro aquela cena na animação da Disney), ou as músicas, não vai encontrar isto neste filme.
  • A Bela é loira (Mas na verdade nas histórias originais nunca disseram com detalhes sua cor de cabelo)

Não é um musical, mas é lindo. Tem cenários incríveis, o figurino é impecável. Tem trama, intrigas e amor.

A Bela e a Fera 2014

Foto de divulgação

O ator que interpreta a Fera é o Vincent Cassel. Ator francês muito bem reconhecido que interpretou filmes como Cisne Negro, Doze homens e outro segredo, Mesrine, La Haine, Joana D’Arc de Luc Besson entre muitos outros!

Foto de divulgação

A computação gráfica da Fera ficou muito boa! O ator ficou ótimo. O único ponto “negativo” é que eu particularmente não me encantei dele como príncipe… Mas só porque para mim ele está com cara de mais velho em contraste com a atriz. Mas gosto é gosto. Não estou criticando a atuação, que fique anotado!!!

E por falar nisso, desde pequena também nunca fui muito com a cara do príncipe no desenho do filme da Bela.Eu sempre preferi ele como FERA. Achava ele mais bonito. Vai entender. Talvez eu goste mesmo da Fera haha

Eu penso assim: Em Alice no país das maravilhas mudaram bastaaante coisa no filme e muita gente gostou. No da Bela e a Fera não mudaram tanto e foi tão bom quanto Alice ou melhor e cadê a propaganda? É de 2014 o filme. Enfim, mas não é da Academia… Então não fizeram tanto alarde quanto em Alice.

Mas eu recomendo. Assista sem medo.

Segue o trailer:

E vocês já assistiram este filme? Gostaram ? Não gostaram? Comenta aqui sua opinião, vou adorar ler!

Página 3 de 3123
Clique para subir