Resenha: A Bela e a Fera (2017)

Em 24.03.2017   Arquivado em Cinema, Destaque, Dicas, Resenha
A Bela e a Fera (2017) - Imagem de divulgação

A Bela e a Fera (2017) – Imagem de divulgação

E chegou a tão aguardada resenha do tão aguardado filme “A Bela e a Fera” da Disney, estrelado pela Emma Watson.

Se você já me acompanha há algum tempo aqui no blog sabe que eu já fiz uma resenha sobre outro filme da Bela e a Fera, um filme francês de 2014, estrelado por ” Léa Seydoux”. Um filme ótimo,  você pode ver a resenha clicando aqui.

Bem, a Bela e a Fera é  meu filme de princesas favorito da Disney . Eu amo o fato da Bela ser assim interessada por livros, como eu haha E eu acho lindo o ensino que o filme trás,  sobre gostar ou amar alguém para além das aparências. E minha cor favorita é  amarelo,  então não preciso nem dizer que amo o vestido da amarelo da Bela, né?

Sinopse A Bela e a Fera (2017):

A Bela e a Fera (2017)
Moradora de uma pequena aldeia francesa, Bela tem o pai capturado pela Fera e decide entregar sua vida ao estranho ser em troca da liberdade do progenitor.
No castelo ela conhece objetos mágicos e descobre que a Fera é na verdade um príncipe que precisa de amor para voltar à forma humana.

 

Resenha

Para começar, o filme é maravilhoso e extremamente fiel à animação da Disney de 1991. Isso para mim e para a maioria das pessoas é um ponto super positivo. Você quer sentir a nostalgia, os sentimentos e a lembrança de quando você assistiu o filme anos atrás. Para isso a história tem que ser fiel. E essa era a proposta. De filmes e histórias  diferentes da Disney já tem outras produções, muito boas por sinal,  como o longa francês de 2014 que já mencionei lá em cima.

O filme, bem como animação também é um  musical, então você escuta as músicas e já quer sair cantando junto, porque sim, você lembra das letras,  mesmo que apenas em português. O figurino também é lindo e maravilhoso <3

Temos também o acréscimo de algumas cenas, o que torna o filme mais longo que a animação.  Cenas estas que são maravilhosas e só tem a acrescentar no filme.

Vai rolar um pouco de spoiler, só clique  se você já viu o filme ou se não se importa de saber detalhes antes de assistir.

Comentário com SPOILER, clique por sua própria conta e risco!

Temos a cena inicial mostrando o príncipe num baile e a feiticeira chegando e lhe amaldiçoando.  Na animação a história inicial é  contada apenas por meio de imagens paradas mostradas nas folhas de um livro.

Temos a cena da Bela visitando à sua antiga casa em Paris. Nesta casa ela viveu apenas quando era um bebê. Lá descobrimos o que aconteceu com a sua mãe, que morreu pela peste negra.

Efeitos especiais

Na minha opinião os efeitos especiais não deixaram  nada a desejar,  pelo contrário.  Os objetos inanimados, agora animados haha foram bem feitos. A sequência do filme em que os personagens estão servindo o jantar para a Bela, onde há a música  “Be our guest” ou ” À Vontade” em português,  foi muito bem produzida.  É  uma cena difícil de ser feita!

 

Para mim ela tem certa  similaridade com aquela cena do filme da Disney do Aladdin (1992), onde o gênio se apresenta na caverna , brilhante <3 cena igualmente  ou até  ainda mais difícil de ser reproduzida num filme.

 

 

A Fera também achei impecável e bem parecida com o original. A única coisa que me pergunto é: Será que eles não poderiam ter feito o Lumiere (Candelabro) com as feições mais parecidas com a do desenho? Acho que isso não é complicado de fazer.  Mas eles optaram por não deixar ele com cara de vela e fizeram ele numa versão de homenzinho, como se fosse um detalhe do candelabro.

A Bela e a Fera (2017)

Outro que me agoniou um pouco foi a Sra. Potts  (bule), que está bem diferente da animação. Acho que a computação gráfica podia ter melhorado e deixado mais parecido os detalhes dela. O nariz dela no desenho é o bico da chaleira, já no filme os olhos,  boca e nariz são todos desenhados, que agonia haha. Mas claro que isso não é  muita coisa . Mas é  um detalhe.

A Bela e a Fera (2017)

Mas depois me peguei pensando porque eles teriam feito dessa forma, e presumi que as características que eles recriaram nesses objetos animados foi feito de uma forma a deixar eles mais parecidos com objetos do mundo real. Mas isso é só uma hipótese.

 

Atores

A Bela e a Fera (2017) - Imagem de divulgação

A Bela e a Fera (2017) – Imagem de divulgação

Emma Watson,  linda e maravilhosa atriz de quem sou fã há muito tempo porque sou viciada em Harry Potter… haha Quando eu soube que ela iria representar a Bela meu coração palpitou  e eu amei <3 ela ficou muito  bem de Bela. Eu estava louca para vê-la cantando e ela não me decepcionou.  Muita gente disse que ela não dublou bem as músicas mas eu não concordo,  não vi nenhum problema o. O

Mas não acho que é se seja o melhor dos melhores trabalhos da Emma, e falo isso com todo o amor do coração no mundo. Admito que achei ela um pouco presa, as vezes senti que ela precisava se soltar mais . Ficar mais sonhadora. Mas isso não me faz amar menos  a Bela ou a Emma ou o filme.  E muitas vezes esses detalhes que falei devem ser vistos pelo diretor, que não observou isso.

atores 2

Mas de qualquer forma eu amei a Emma como  Bela. A gente não nasce sabendo e fazendo tudo perfeito, né? As coisinhas que ela poderia ter feito melhor ela aprende com o tempo <3 E venhamos e convenhamos,  ela é perfeita pro papel . Muita gente diz que ela  escolheu errado, que deveria ter aceitado “La La Land” ao invés de ” A Bela e a Fera”. Eu discordo totalmente, ela combina muito mais com esse filme.  Só por causa que a Emma Stone (muito divina também por sinal) ganhou o Óscar?  A Emma mesma disse que não se importa com ganhar o Óscar ou não,  contanto que ela faça algo que ela gosta.

A Fera também não decepcionou, com o ator “Dan Stevens”, junto com a  computação gráfica.  Ele me convenceu totalmente. É  engraçado,  acredite ou não , quando eu era criança eu sempre gostei mais da Fera como Fera do quê como príncipe haha sempre que ele se transformava em príncipe eu achava ele feio rs ele tinha um pé bem grande e estranho kkk Ainda não decidi porém como me sinto sobre a Fera quando se transforma em príncipe no longa.

Destaques do filme

O grande destaque deste filme, porém,  na minha humilde opinião, foi do ator “Luke Evans”, como Gaston. Meu Deus,  o que foi essa atuação mais que perfeita ? Ele encarnou o personagem, se duvidar até melhor que a versão da animação.  Palmas e prêmios para ele!! E que voz  ein! Mas quem não lembra dele, ele já participou do terceiro filme da trilogia “O Hobbit”.

A Bela e a Fera (2017) - Imagem de divulgação

A Bela e a Fera (2017) – Imagem de divulgação

Outro que também merece destaque é  o ator “Josh Gad ” que interpretou o Le Fou. Também adorei a atuação e a voz dele ! Depois vamos falar lá na frente sobre a controvérsia que rolou sobre esse personagem,  do fato de a Disney ter insinuado super ultra e mega discretamente que ele é  gay.

A cena na taverna deste dois atores cantando foi simplesmente  brilhante <3

 

Batendo de frente com as críticas

Vi uma imagem circulando no Facebook onde a Bela era retratada como a Fera (Imagem abaixo), ou seja a história seria ao contrário.  Então as pessoas estavam questionando  “ah, e se a Bela fosse a fera? O príncipe ia gostar dela? “. Eu digo, IA SIM.

A Bela e Fera (2017)

Autor desconhecido!

A feiticeira justamente amaldiçoou o príncipe porque ele não se preocupava com os outros e ele julgava todos pela aparência.  Então ele teve que aprender da maneira mais difícil para mudar isto. Porque é justamente isso que trata a Bela e a Fera. O aprendizado do príncipe em perceber o que realmente importa.

E se formos inverter os papéis então temos que inverter tudo. Ou seja, a Bela teria que ter as mesmas características iniciais que o príncipe  tinha na versão original e o príncipe teria que ter as características da  Bela. Ela também teria que se preocupar com as aparências  e aí então feiticeira lhe lançaria a maldição e ela aprenderia o ensinamento.

Eu entendi o questionamento das pessoas, mas não concordo.  Sou feminista e acho que estão distorcendo o significado do filme. Porque ele justamente busca quebrar a questão do padrão de beleza exterior.

Sobre o Le Fou.

A Bela e Fera (2017)

Que escândalo ridículo sobre este personagem ser gay ou não.  É  muito, mas muito discreto, não sei nem se eu teria percebido se não tivessem falado. Tem uma cena de um segundo mais para o fim que aparece o Le Fou dançando com um outro cara.  Eu nem vi isso, quem viu foi meu irmão aí ele me falou.  Vou ter que prestar atenção quando eu assistir de novo.

Síndrome de Estocolmo

Outra crítica que andaram fazendo foi de que a Bela teria Síndrome de Estocolmo. A Síndrome de Estocolmo é uma síndrome onde as vítimas de um sequestro passam a se identificar com seu sequestrador. Mas na minha opinião não é o caso da Bela. Ela mantém sua opinião forte a respeito da Fera, ela se impõe e até recusa a jantar com ele. Só depois quando ela é salva dos lobos por ele que ela se permite sentir alguma empatia. Na verdade ela não o deixa lá para morrer na floresta. Ela simplesmente é humana. Quem deixaria outra pessoa para apodrecer na floresta?

A Bela continua a bater de frente com a Fera, porque ela não aceita ele ser rude. Até que ele percebe que não pode ser a Fera para sempre, voltando a descobrir o ser humano que há tanto tempo ele perdeu dentro de si, e ainda se tornar melhor do que ele era. Com o resgate da parte humana dentro dele, ele passa a tratar a Bela melhor. A partir do momento que ele a trata melhor, obviamente ela também responde melhor a ele. Surge uma amizade.

A própria Emma Watson respondeu sobre essas acusações sobre a Síndrome de Estocolmo. Veja no player abaixo:

Mas enfim.  O filme merece nota 10. Espetacular e eu super, ultra indico. Está na minha lista mental de filmes favoritos. Vou até ver novamente no cinema. E você o que achou ? Já assistiu?  Compartilha aqui com a gente, adoro ler seus cometário *-*

Confira o trailer abaixo:

Charlie Brown e Snoopy: Peanuts

Em 22.02.2016   Arquivado em Cinema, Destaque, Resenha
(Imagens de divulgação do filme “Peanuts”)

(Imagem de divulgação do filme “Peanuts”)

Você é fã de animação? Então com certeza vai adorar esse filme. O longa é muito gostoso de assistir!

Sinopse: O longa é dirigido por Steve Martino e mostra a história do Charlie Brown que encontra na garotinha dos cabelos ruivos o seu primeiro amor. Em paralelo a história de Charlie Brown temos a história de Snoopy que também vive uma aventura enquanto busca salvar sua adorável amada das mãos do seu arqui-inimigo, o Barão Vermelho.

Provavelmente muita gente já conhecia os desenhos do Charlie Brown ou até mesmo já teve uma fita cassete em casa do filme (meu caso hehe). Mas a origem de Peanuts foi em 1950, com a publicação num jornal americano em formato de tira pelo autor Charles M. Schulz. Foi apenas em 1965 houve a estreia de Peanuts em formato de desenho animado.

A diferença dos desenhos daquela época para o atual longa metragem é o 3D! Os personagens são todos desenhados com a técnica 3D, apesar de termos cenários, onomatopeias e traços em 2D que relembram a época das antigas tirinhas. No shopping que eu fui só havia sessão em 3D. Este foi o único ponto negativo na minha opinião. Mas isso porque eu prefiro filme sem o óculos 3D. Mas nesse caso o 3D não acrescentou muito efeito ao filme.

Quando falo sessão 3D me refiro ao 3D que dá a “sensação das imagens saírem da tela” quando colocamos os famosos óculos 3D parecidos com o da foto abaixo:

pondfive oculos

Imagem: Pondfive

Quando digo técnica 3D me refiro ao desenho em si feito no computador, em 3D:

 

 Exemplo de técnica 2D e 3D (Imagens de divulgação)

Exemplo de técnica 2D e 3D (Imagens de divulgação)

 

É um filme que pode ser assistido por crianças, adolescentes, adultos, idosos, anciões (haha), enfim qualquer idade. É um filme gostoso, fofo, engraçado e que possui ensinamentos e reflexões sobre : Inseguranças, Conquistas, Perseverança e Sonhos. Indico muito para os amantes de animação. Não deixe de conferir o trailer abaixo:

 

Já assistiu?

A Bela e a Fera (2014)

Em 24.01.2016   Arquivado em Cinema, Resenha

Poster de divulgação

 A Bela e a Fera (ou La Belle et La  Bete)  é um filme francês, dirigido por Christophe Gans, lançado em 2014.
É um francês que não deixa a desejar NADA para os filmes hollywoodianos.
A atriz é a incrível Léa Seydoux. Um dos seus filmes mais recentes é “Azul é a cor mais quente”. Mas ela já fez vários filmes como: Missão Impossível, Bastardos Inglórios, O Grande Hotel Budapeste e A Bela Junie. Ela é uma ótima atriz e muito Bela (óh o trocadilho rs).
a bela e fera 2014

Nossa linda Bela interpretada pela Léa Seydoux (Foto de divulgação)

Para quem, como eu, está acostumado com a história da Bela e a Fera da Disney, vai perceber algumas diferenças. Mas nada que abale nosso amor por esse clássico incrível. Na verdade a história desse filme se manteve fiel a história original (que vem bem antes da Disney).
Sinopse: No ano de 1810 um naufrágio leva à falência um comerciante (André Dussollier), pai de três filhos e três filhas. A família se muda para o campo e Bela (Léa Seydoux), a filha mais jovem, parece ser a única entusiasmada com a vida rural. Certo dia o pai de Bela arranca uma rosa do jardim de um palácio encantado e acaba condenado à morte pelo dono do castelo, um monstro (Vincent Cassel). Para salvar a vida do pai, Bela vai viver com o estranho ser. Lá ela encontra uma vida cheia de luxo, magia e tristeza, e aos poucos descobre mais sobre o passado da Fera, que se sente cada vez mais atraída pela jovem moça.
Eu não sabia a história detalhada mas lembro que quando lia as histórias da Bela quando eu era pequena, lembrava de ela ter irmãs e no filme da Disney ela não tem.

Para quem gosta de comparar com a Disney:

A história do filme se mantém fiel em sua essência. Mudam algumas coisas, mas continuamos tendo a magia que transforma o príncipe em fera. Os motivos no filme são diferentes do que o da animação, mas a essência é a mesma.

  • Não temos o Gaston, mas também temos a essência dele em outro personagem.
  • Quem espera encontrar uma biblioteca (adoro aquela cena na animação da Disney), ou as músicas, não vai encontrar isto neste filme.
  • A Bela é loira (Mas na verdade nas histórias originais nunca disseram com detalhes sua cor de cabelo)

Não é um musical, mas é lindo. Tem cenários incríveis, o figurino é impecável. Tem trama, intrigas e amor.

A Bela e a Fera 2014

Foto de divulgação

O ator que interpreta a Fera é o Vincent Cassel. Ator francês muito bem reconhecido que interpretou filmes como Cisne Negro, Doze homens e outro segredo, Mesrine, La Haine, Joana D’Arc de Luc Besson entre muitos outros!

Foto de divulgação

A computação gráfica da Fera ficou muito boa! O ator ficou ótimo. O único ponto “negativo” é que eu particularmente não me encantei dele como príncipe… Mas só porque para mim ele está com cara de mais velho em contraste com a atriz. Mas gosto é gosto. Não estou criticando a atuação, que fique anotado!!!

E por falar nisso, desde pequena também nunca fui muito com a cara do príncipe no desenho do filme da Bela.Eu sempre preferi ele como FERA. Achava ele mais bonito. Vai entender. Talvez eu goste mesmo da Fera haha

Eu penso assim: Em Alice no país das maravilhas mudaram bastaaante coisa no filme e muita gente gostou. No da Bela e a Fera não mudaram tanto e foi tão bom quanto Alice ou melhor e cadê a propaganda? É de 2014 o filme. Enfim, mas não é da Academia… Então não fizeram tanto alarde quanto em Alice.

Mas eu recomendo. Assista sem medo.

Segue o trailer:

E vocês já assistiram este filme? Gostaram ? Não gostaram? Comenta aqui sua opinião, vou adorar ler!

Clique para subir