Categoria "Resenha"

Misery – Louca Obsessão – Resenha Livro e Filme

Em 19.03.2016   Arquivado em Cinema, Destaque, Resenha
Imagem de divulgação

Imagem de divulgação

Sinopse: O famoso escritor Paul Sheldon (James Caan) sofre um acidente de carro e é socorrido pela enfermeira Annie (Kathy Bates), que afirma ser sua fã número um. Ela o leva para sua isolada casa e cuida de sua saúde, mas um dia acaba tendo acesso aos originais do próximo livro do escritor e descobre que sua personagem predileta será morta. Essa revelação faz com que sua personalidade doentia se revele e Sheldon se vê à mercê das loucuras da admiradora

Foi a primeira vez que eu li um livro do Stephen King e não me arrependi. Já tinha visto os filmes “O Apanhador de Sonhos” , “Carrie- a Estranha”, “O Iluminado”, e “Um sonho de liberdade” mas não tinha lido nem um livro.

Comecei “Misery” e não conseguia parar de ler. O Stephen King tem um tipo de escrita diferente da qual não estou acostumada, mas me prendeu desde o início. É um estilo de suspense que vai ficando cada vez mais intenso. Mas é um suspense-terror. Há um uma certa loucura nos personagens que nos deixa agoniados , mas querendo saber mais.

A personagem Annie é quem mais nos deixa ansiosos pelo que vai acontecer. Ela tem uma personalidade realmente doentia e isso vai ficando cada vez mais perceptível  enquanto a história vai se desenvolvendo.

Se você gosta de suspense vale super apena.

 

FILME X LIVRO

Imagem de Divulgação

O filme é tão bom quanto o livro!!! Ele é bem fiel. As mudanças que tem não alteram nada a história.

Tem coisas que imaginei diferente do livro mas o filme não me desapontou.

A atriz  Kathy Bates que interpreta a Annie é espetacular no filme. Ela conseguiu se a louca obsessiva perfeita. Ela conseguiu se mostrar bipolar perfeitamente. Não é atoa que ela ganhou o Oscar de melhor atriz por esse filme em 1990.

O ator James Caan que faz o escritor também é excelente. Basicamente apenas estes dois atores contracenam entre si. Eles conseguem entrar no personagem 🙂

Você já leu o livro ou viu o filme?

Dá uma olhada no trailer abaixo e comente aqui se já viu ou ficou com vontade de ver hihi

Charlie Brown e Snoopy: Peanuts

Em 22.02.2016   Arquivado em Cinema, Destaque, Resenha
(Imagens de divulgação do filme “Peanuts”)

(Imagem de divulgação do filme “Peanuts”)

Você é fã de animação? Então com certeza vai adorar esse filme. O longa é muito gostoso de assistir!

Sinopse: O longa é dirigido por Steve Martino e mostra a história do Charlie Brown que encontra na garotinha dos cabelos ruivos o seu primeiro amor. Em paralelo a história de Charlie Brown temos a história de Snoopy que também vive uma aventura enquanto busca salvar sua adorável amada das mãos do seu arqui-inimigo, o Barão Vermelho.

Provavelmente muita gente já conhecia os desenhos do Charlie Brown ou até mesmo já teve uma fita cassete em casa do filme (meu caso hehe). Mas a origem de Peanuts foi em 1950, com a publicação num jornal americano em formato de tira pelo autor Charles M. Schulz. Foi apenas em 1965 houve a estreia de Peanuts em formato de desenho animado.

A diferença dos desenhos daquela época para o atual longa metragem é o 3D! Os personagens são todos desenhados com a técnica 3D, apesar de termos cenários, onomatopeias e traços em 2D que relembram a época das antigas tirinhas. No shopping que eu fui só havia sessão em 3D. Este foi o único ponto negativo na minha opinião. Mas isso porque eu prefiro filme sem o óculos 3D. Mas nesse caso o 3D não acrescentou muito efeito ao filme.

Quando falo sessão 3D me refiro ao 3D que dá a “sensação das imagens saírem da tela” quando colocamos os famosos óculos 3D parecidos com o da foto abaixo:

pondfive oculos

Imagem: Pondfive

Quando digo técnica 3D me refiro ao desenho em si feito no computador, em 3D:

 

 Exemplo de técnica 2D e 3D (Imagens de divulgação)

Exemplo de técnica 2D e 3D (Imagens de divulgação)

 

É um filme que pode ser assistido por crianças, adolescentes, adultos, idosos, anciões (haha), enfim qualquer idade. É um filme gostoso, fofo, engraçado e que possui ensinamentos e reflexões sobre : Inseguranças, Conquistas, Perseverança e Sonhos. Indico muito para os amantes de animação. Não deixe de conferir o trailer abaixo:

 

Já assistiu?

Cinderella (2015)

Em 14.02.2016   Arquivado em Cinema, Destaque, Resenha
cinderella

Foto de divulgação

Bibbidi-bobbidi-boo ♫ ♫

Cinderella Cinderella!

Sim, sim, outra princesa haha Para quem não viu, em janeiro fiz a resenha do filme “A Bela e a Fera – 2014” !

Quem não gosta da Cinderella? (Ou a gata borralheira?)  Que filme gostoso de assistir <3 Um filme que faz parte da nossa infância de volta as telas de cinema, só que dessa vez como filme e não como animação! O longa foi indicado ao Oscar e está concorrendo na categoria “Melhor Figurino”!!!

É um filme fantástico MUITO fiel a história da animação da Disney de 1950. Acredito que esta fidedignidade se dá por o filme também ser da Disney. O legal do filme é que temos maiores detalhes a respeito da infância de Cinderella e do relacionamento com o pai e com a mãe. E também há cenas a mais que envolvem o príncipe!

O que também gostei nesse filme é que não escolheram “atrizes feias” para interpretar a madrasta e as irmãs malvadas de Cinderella. Na verdade as atrizes são bonitas!

Principalmente a madrasta. A atriz Cate Blanchett no papel da madrasta conseguiu ser sombria, caricata, tenebrosa, bonita e elegante ao mesmo tempo. Ótima atriz. Ela já fez vários filmes, como O Senhor dos Anéis, O Curioso caso de Benjamin Button, Elizabeth, e Carol de 2015 que também está concorrendo ao Oscar. Impossível não conhecê-la.

cinderella 01

Foto de divulgação (Cinderella e a Madrasta)

Na verdade este filme está cheio de atores lindos e talentosos!!!

O ator que faz o príncipe é o Richard Madden. Muitos podem reconhecê-lo da série Game of Thrones como Robb Stark (maravilhosa série, por favor chegue logo abril!). Admito que eu demorei para reconhecê-lo. Ele está sem barba (prefiro com barba) mas fica bem de qualquer jeito.

Eu não conhecia a atriz Lily James que interpreta a Cinderella, mas gostei dela! Eu ainda não assisti a série Downtown Abbey mas ela participou em algumas temporadas. Parece que ela ainda tem mais alguns projetos esse ano. Acho que vamos ouvir falar mais dela!

E a brilhante atriz Helena Bonham Carter interpreta a fada madrinha da Cinderella (Ainda não superei ela ter se separado do Tim Burton). Como sempre ela arrasou no papel.Conseguiu mostrar com destreza as habilidades da atrapalhada e adorável fada madrinha! A única coisa que faltou foi ela cantar a música “Bibbidi-bobbidi-boo”.

Além de ser a fada madrinha ela é também a narradora do filme!

Li críticas em que as pessoas falavam que a Cinderella foi muito submissa se comparada aos filmes de Malévoa, Frozen e etc. Mas eu acredito que a Disney fez muito bem o papel de se manter fiel a história original e ainda assim ela conseguir alterar alguns detalhes sutis que fazem bastante diferença.

Comentário com SPOILER, clique apenas se já tiver visto o filme!!

Um desses detalhes está na Cinderella ter um encontro com o príncipe antes do baile. Ou seja, há um tempo maior de aproximação dos dois que ajuda a gerar uma paixão.

Apesar de termos uma Cinderela que se submete a sua madrasta e irmãs e que leva o “Seja gentil e corajosa” ao pé da letra, temos uma figura que é sim gentil, muuito humilde mas ela é uma pessoa muito forte. Ela procura ver o lado bom das coisas. E ela CONVENCE o príncipe a mudar de ideia sobre a obrigatoriedade da lei de casamento. Ela mostra para ele que nem que tudo que está como regra é o certo, ou é o que se deve fazer. Olha o poder dela. Eu consigo enxergar.

cinderella 02

Foto de divulgação

E assim. O filme foi escrito em outra época. Acho muito legal e fico MUITO feliz quando vejo filmes que mostram o poder da mulher . Mas não acho que seja necessário mudar os clássicos. Os clássicos fazem parte da história, a história faz parte da gente, e nós somos a própria história. Se não tivessem esses filmes ou essas histórias como saberíamos o que deveríamos mudar? Ou o que fazer de diferente? Ou comparar o agora com o passado? Cinderela 2015 é uma releitura, uma adaptação, uma espécie de Live action da animação, e foi muito bem produzida.

Aconselho assistirem este longa e tirarem suas conclusões! Não se esqueça de comentar o que achou para podermos conversar e discutir sobre!!!

Segue o trailer abaixo:

Quem aqui já assistiu ou pretende assistir?

Resenha: Lovely Complex (Anime e Live Action)

Em 02.02.2016   Arquivado em Desafios, Destaque, Dicas, Resenha
Anime Lovely Complex

Imagem de divulgação

Quem aqui gosta de anime? Eu gosto! Animes são desenhos animados produzidos principalmente no Japão.

Os Animes e Mangás são divididos em categorias com termos japoneses que ajudam a definir seu público alvo.

Hoje a resenha é sobre o anime Lovely Complex da categoria “Shoujo“, ou seja, é direcionado para o público feminino jovem. Mas a categoria não significa que não possa ser assistido por outras pessoas! Qualquer um pode assistir qualquer anime, mas é uma indicação de que esse público pode gostar!!!

Lovely Complex – Anime

Mangá – 17 volumes (2001-2006)
Anime – 24 episódios (2007)
Live-Action  (2006)
Autora: Aya Nakahara

Sinopse: Uma comédia romântica que conta a história de dois estudantes do ensino médio que estão desesperadamente à procura de um amor. Koizumi, uma jovem muito charmosa e engraçada, e Otani um rapaz bonito e carismático. Mas ambos possuem um pequeno impedimento ao procurarem a pessoa certa: Koizumi (Risa) é alta demais e Otani baixo demais. Eles sempre andam juntos, são até apelidados de All hanshin-Kiojin (uma dupla de comediantes japonesa). Com o passar do tempo todos seus amigos vão formando casais e só os dois continuam solteiros. Quem sabe um dia os All hanshin-Kiojin arranjem alguém que os ame de verdade.

O anime é muito bem feito! A história prende você do início ao fim. É um dos animes Shoujo que eu mais ri!
Mas não tem só comédia não! Você também fica ansioso, chora e fica agoniado com certos personagens. Os traços do desenho podem ser um pouco diferente, mas nada que atrapalhe o visual, na verdade eu até gosto 🙂

A Risa é uma personagem muito carismática. Ela é uma menina com jeito de menina mesmo, bem “moleca”. Ela gosta das coisas que geralmente os seus amigos não gostam, coisas de “criança”. Mas tem uma pessoa que sempre se identifica com os gosto da Risa. O Otani, é claro. Quando eles querem andar no tobogã no parque aquático por exemplo, ou andar numa espécie de charrete e claro, existe um cantor que ambos são apaixonados. O Otani também é bem carismático. Ele só é meio lento para perceber as coisas. Mas ele se destaca muito no basquete e apesar de sempre implicar com a Risa também gosta muito dela por terem muitas coisas em comum.

Comentário com SPOILER, clique apenas se já tiver visto o anime!!!
Gente, quem mais sentiu agonia quando o Otani não percebe as SUPER diretas da Koizumi?!!! Você fica tipo WHAT???”!!! Percebe logo, cara hahaha

Sem nada de magia e coisas do tipo, Lovely Complex é um anime sobre uma vida normal com pessoas normais que tem defeitos e imperfeições como qualquer um. Podemos ver o dia a dia dos personagens na escola, temos cenas de amor, ciúme, declarações e inseguranças.

Anime Lovely Complex

Imagem de divulgação

Koizumi e Otani tem tantas coisas em comum mas deixam um preconceito bobo afetar o sentimento deles. A questão sobre o complexo que ambos sentem sobre as suas alturas é constantemente mostrado nos episódios. Mas o preconceito que eles sentem também é mostrado pelos outros personagens do anime. Não há como haver química com uma menina alta (1,72m) e um menino baixo (1,56m) ?? Bom eles são vistos apenas como uma dupla de comediantes! Mas acredito que a mensagem que o anime quer mostrar é justamente sobre o amor próprio! Ame a si mesmo como você é!
Podemos ver sobre a questão da altura não impedir você de realizar o que você ama pois tudo não passa de um preconceito bobo. Por exemplo o protagonista Otani… Ele é o melhor jogador de basquete da escola!!!

E não para por aqui não. Lovely Complex também tem um Live-Action (filme, longa metragem).

Lovely Complex – Live Action

Imagem de Divulgação

Imagem de divulgação

Eu gostei bastante do filme, mas como as horas para um longa devem ser mais curtas do que animes (como acontece em adaptações de livros, por exemplo) , sempre é preciso cortar alguma coisa. Então na minha opinião algumas sessões passaram rápido de mais, como o momento que a Koisumi começa a gostar do Otani. Mas nada que estrague o live-action.

Anime x Live Action

  • Uma diferença que percebi foi a presença de uma irmã mais velha da Koisumi na história. Não sei se no mangá tem (não li), mas no Anime não chega a aparecer. Não achei muito necessárias as cenas, até um pouco forçadas, mas nada que impeça o desenvolver da história.
  • Outra diferença é a introdução. Começa com os dois em lugares separados, levando um fora. No anime não existe essa cena.
  • Por último: O desfecho. Não vou falar aqui o que acontece, mas o desfecho é diferente do anime. A essência é a mesma, mas acontecem coisas diferentes mas é bem interessante!!! Na verdade eu gostei, acho que acrescenta a história!
  • É engraçado pois no anime a diferença de altura entre ambos os personagens é bem grande, mas no filme provavelmente não conseguiram encontrar uma atriz muito alta. É perceptível que ela usa salto para aumentar sua altura, mas ela deve ser da mesma altura que o ator ou mesmo um pouquinho menor.

Tanto a atriz Ema Fujisawa (Koisumi) e o ator Teppei Koike (Otani) interpretaram bem seus papéis! Eles ficam fofos juntos e também são bem carismáticos como no anime.

Lovely Complex - Live Action

Imagem de divulgação

Eu, na minha modéstia opinião, prefiro o anime. Mas a maioria das pessoa também haha Sempre assista o anime primeiro! E se puder/quiser, leia o mangá antes! O live-action não uma super produção, mas é gostoso de assistir, principalmente para aqueles que viram o anime e adoraram!

SUPER recomendo Lovely  Complex, não deixe de assistir! Alguém mais já viu ? O que achou?

Cartão Nubank : O que é?

Em 27.01.2016   Arquivado em Dicas, Resenha
nubank

Foto de divulgação via Nubank

 

Esse post surgiu por eu mesma ter dúvidas sobre o que o é o tal do cartão Nubank que tantas pessoas falam e comentam nas redes sociais. Este post não é patrocinado de forma alguma, eu apenas fui ler mais sobre e resolvi fazer um resumo aqui para mim e para vocês:

 

  • O que é o Nubank:

Basicamente um banco online que oferece um cartão de crédito que não cobra anuidade.
É um cartão criado por uma empresa brasileira e licenciado pela Mastercard.

  •  Beneficios:
  1. Não cobra anuidade
  2. As taxas de juro são menores que  de outros cartões
  3. Com um acúmulo de pontos por cada compra feita, o cartão oferece desconto em alguns locais, como cinemas e restaurantes, por exemplo.
  • Porque essas diferenças em relação aos outros cartões de crédito?
  1. Porque o Nubank existe apenas no ambiente virtual. Eles dão assistência 24h por dia, mas todo o serviço acontece online.
  2. Os pagamentos, fatura e data de vencimento são efetuados uso pelo smathphone.
  3. Tudo é  controlado pelo aplicativo Nubank para Android,  IOS e Windows  Phone.
celular

Foto de divulgação via Nubank

  • Como consigo um cartão?

Você se inscreve no site do Nubank e entra na fila de espera para receber o cartão. A outra opção é receber um convite de alguém que já seja cliente Nubank. Com esse convite você ganha prioridade na fila de espera.

  • Por que fila de espera e convites?

Porque para que o Nubank aceite lhe enviar cartão ele vai avaliar o seu crédito.

  • Como assim meu credito, Gabriela?

Bom, você pode usar o cartão ao invés do dinheiro para fazer compras que você não pode pagar agora, mas a conta parcelada no crédito tem que ser paga lá na frente, não é? Então o seu crédito, suas condições financeiras são avaliadas.

  • Como é feito isso?

Através do seu CPF  por exemplo, pode ser feito um apanhado do seu histórico de crédito e consumo. Mas devem existir outras maneiras, contatos com empresas quem sabe.

  • Por que eles fazem isso?

Na verdade todas as empresas fazem isso, mas eles são um pouquinho mais rígidos porque isso previne que as pessoas deem calote. Se muita gente não pagar certo ou der calote o que acontece? A empresa pode falir. Então eles são rigorosos no processo de aceitar as pessoas.

convite

 

  •  Para pedir um convite é só entrar no site e pedir um convite clicando no botão no canto superior direito da tela ou ir até o fim da página e clicar em “Pedir meu convite” como na imagem acima.

Essas são as informações básicas do cartão. Para tirar mais dúvidas você pode acessar a área de perguntas aqui.

Minha opinião: Achei fantástico! Uma ideia ótima que só deve crescer! Provavelmente eu irei fazer um cartão e indicar outras pessoas a fazerem. Sempre me pego querendo comprar algo e parcelar mas meu cartão da universidade é de débito. A gente se vê preso aos pais para parcelar hahaha Mas essa é uma boa saída e ainda por cima não tem anuidade.

Quem já tem o cartão e quiser compartilhar sua experiência ficarei feliz de ler e quem saber compartilhar aqui no blog um apanhado de sugestões de quem tiver!

E você? Ficou curioso com o cartão?

Página 4 de 512345
Clique para subir